Vamos ali no Monte Saint Michel?!

Neste postal: sabe aqueles lugares que você vê no Globo Repórter numa solitária sexta-feira à noite em casa e que você se diz: “merda, eu aqui em plena sexta-feira à noite e essas belezuras lá fora?!” Pois é, eu fui conhecer um lugar desses.

mont saint michel

3 horas depois de sair de Paris… Ele – Monte Saint Michel! Foto: Camila Marquim.

Eu já tinha visto esse lugar (num globo repórter), já tinha posto aqui na minha lista de castelos pra conhecer (mesmo ele não sendo um castelo) e aí semana passada surgiu a oportunidade: ir ao Monte Saint Michel.

O que é o Monte Saint Michel (de manhã, de tarde e de noite)

mont saint michel

Chegando no Monte com o sol se pondo. Foto: Camila Marquim.

Lá pelos anos 800 foi sendo construída uma abadia e lá por 1300 ela foi cercada por um vilarejo. O detalhe que faz toda a diferença: tudo isso foi construído em torno de uma rocha no mar. Claro que é bem perto do continente e quando a maré fica baixa era possível cruzar a abadia e ir até o continente.

mont saint michel

Agora o Monte à noite. Não sei tirar foto direito de noite, era muuito mais bonito que isso aí que vocês estão vendo. Foto: Camila Marquim.

Atualmente existe uma ponte que liga o monte ao continente e dá acesso dia e noite, pouco importando a maré à esse lugar incrível. Todo cercado por muralhas está o vilarejo que parece ter ficado no tempo: com ruelas e mais ruelas e uma vista de tirar o fôlego e a não menos surpreendente abadia.

mont saint michel

Se o Monte é lindo por dentro, tenho de confessar que o que mais me deixou boba é a beleza dele visto de longe em 3 horários diferentes: entardecer, noite e manhã. Foto: Camila Marquim.

A abadia

Como saímos de Paris já na parte da tarde não deu tempo de pegar a abadia aberta pra visitação. Daí voltamos lá no dia seguinte pra fazer a visita da abadia. Estava achando que abadia seria só mais um lugar no meio daquela imensidão. Mas estava redondamente enganada. A abadia é incrível!

mont saint michel

Dentro da Abadia esse pátio interno com uma vista para o mar foi a parte que mais me impressionou. Foto: Camila Marquim.

Tem o refeitório onde os monges comiam, o sistema de elevadores usado para levar alimento atééé lá em cima, tem sala de estudos dos monges com lareiras gigantescas, Tem a igreja e tem uma vista ainda mais incrível do lugar. Então a dica é: não deixem de entrar na abadia!

Preço: custa 9 euros a inteira.

Mère Poulard, frutos do mar e remparts.

mont saint michel

O vilarejo que te teletransporta pra Idade Média aos pés do Monte Saint Michel. Foto: Camila Marquim.

Mas nem só da abadia vive o Monte Saint Michel. Já contei pra vocês que ele é o monumento mais visitado pelos franceses na França?! Daí você tiram a importância desse lugar que é patrimônio da Unesco. Então, além da abadia, tem os remparts que são as muralhas que separam o vilarejo da água, tem muito frutos do mar: recomendo especialmente os mexilhões com fritas com uma vista pro mar de dentro das muralhas.

mont saint michel

Detalhes desse lugar incrível. Foto: Camila Marquim.

Falando em comidas, lembrei de bebida! A Normandia é famosa pelas maças e pela cidra produzida ali, então acho bem válido você tomar uma cidra básica. ;)

E tem a Mère Poulard, uma famosa marca de biscoitos que é típica do Monte Saint Michel. Tem os palets e sablés e mais um monte de outros tipos de biscoitos que são produzidos na região. Claro que esses mesmos biscoitos podem ser comprados em Paris, mas você vai ver não só os biscoitos como um restaurante da Mère Poulard lá no Monte, então por quê não experimentar, né?!

mont saint michel

Experimentem um desses! Os biscoitos da Mère Poulard. Foto: Camila Marquim.

A disputa Bretanha e Normandia

Como o Monte é muito importante historicamente, houve uma disputa entre as 2 regiões da França pra saber quem ficaria com o Monte. Ele fica numa reigão meio limítrofe entre Bretanha e Normandia. Hoje em dia não restam dúvidas, mas a disputa pelo Monte é retratada com bom humor nas caixinhas de caramelos, como vocês podem ver:

mont saint michel

Sob as muralhas, as caixinhas com motivos do Monte. Foto: Camila Marquim.

As coisas práticas da vida

mont saint michel

Os moinhos no caminho até o Monte. Já é pra ir preparado a vista pra tanta lindeza! Foto: Camila Marquim.

Como chegar:

Tem várias formas (ônibus com excursão, trem, carro), você pode fazer um bate-volta saindo de Paris, mas o que eu recomendo mesmo é ficar ao menos 1 noite por lá pra poder ver a belezura que é aquele lugar sob uma noite de luar. Mais que 1 noite acho que não precisa, a não ser que você esteja fazendo um tour pela região e queira ver outros lugares. Pra quem vai de carro ou ônibus, tem um super estacionamento com um serviço gratuito de navettes/ shuttle que leva você até bem próximo do monte. Tem também a possibilidade de ir de bike ou à pé à partir de um certo ponto.

Eu fui de carro e levou umas 3 horas pra chegar. Creio que de trem seja mais ou menos o mesmo tempo de trajeto.

Onde ficar:

Os hotéis que ficam no Monte mesmo ou num complexo do ladinho dele costumam ter preços pouco abordáveis: a dica é ficar nos vilarejos ao lado que são pertinho e dar aquela economizada básica. Ficamos em Aucey-la-plaine a 20 minutos de carro do monte.

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Vanessa Pachela disse:

    Boa noite Camila, se eu for de trem ou onibus e me hospedar nos vilarejos proximos ao monte, é facil para me locomover do monte para o vilarejo e vice-versa? Existem onibus ou translados dos vilarejos para la?

    • camila disse:

      Vanessa,

      você tocou no ponto pro qual eu não tenho resposta ainda! Estou indo no monte agora em Maio e vou precisar me locomover entre os vilarejos e o Monte e aí vou poder te responder… Se você puder esperar, excelente! Minha viagem é no dia 27 de Maio. ;)

  2. Boa noite! Estamos planejando visitar o monte em maio e estou com uma dúvida. Se eu me hospedar fora do monte, é possível entrar ou sair dele a noite, com a maré já mais alta?
    obrigada :)

  3. sandra Marquim disse:

    Que lindo!!! Quero conhecer, quem sabe da proxima vez…