Como assim cinema&pipoca não pode?!

Postal expat: vida de expatriada é… Meu Deus, como brasileiro fala alto!

Eu costumo vir à um café pra escrever pro blog. E eis que estou aqui bem calminha editando meu postal sobre o Etna pra vocês (dêem uma olhada porque o Etna é um espetáculo viu?!) quando escuto uma voz falando português… Uma moça brasileira que praticamente gritava ao conversar enquanto esperava seu café. Aí isso me fez lembrar dos meus perrengues no cinema em Paris justamente quando eu sou a pessoa que incomoda com seu barulho… (Enquanto vou escrevendo ela está bem ali, fora do café! na rua! e eu ainda consigo escutar ela falando!)

Resultado: parei com meu postal sobre o Etna pra escrever um postal expat pra vocês sobre franceses e sua intolerância ao barulho.

Foto: Camila Marquim

Foto: Camila Marquim

Cinema & Pipoca?! Não pode!

Assim que cheguei em Paris eu não falava 1 palavra de francês e vivia com minhas economias que juntei no Brasil. Nessa época 1 euro era uns 3,70 reais. Então cinema à 11 euros era um luxo o qual não podia me permitir e também não dava certo se o filme fosse em francês porque não ia entender nada mesmo…

Eis que há uns 6 meses voltei à frequentar cinemas mais assiduamente. E aí eu comprava meu tíquete e um balde de pipoca e vamo que vamo!

Quando chego na sala toda feliz e serelepe e quase na hora do filme (resultado, não havia muitos lugares disponíveis) o senhor ao lado do qual eu ia sentar me pergunta:

- Mas você não vai comer essa pipoca aqui, na hora do filme, né?!

Eu pensei: ele deve estar tirando onda, eu devo ter entendido errado, etc… O filme era Danish Girl. Sabe aquele da primeira cirurgia de mudança de sexo? Pronto, era esse. Filme meio cult.

Próximo filme foi Demain, um documentário francês super maravilhoso e no meio do filme o senhor ao meu lado anuncia bem diretamente:

- Senhorita, não coma isso aqui.

Que P*** é essa?!

Aí fui perguntar pros meus amigos franceses e eles me disseram que dependendo do filme, não se come pipoca porque faz barulho e isso incomoda os outros. Se for um filme de criança ou super herói ou filme de comédia tudo bem, mas se for coisa “séria” eles não comem pipoca.

Fiquei tão chocada com aquilo, gente… Me deu tanta raiva! Porque assim: a pipoca está lá pra ser vendida, confere? E custa caro, o cinema não só autoriza como lucra com ela e eu acho que esse é o tipo de barulho totalmente tolerável numa vida em sociedade! Se você quer ver seu filme sem nenhum barulho (de pipoca!) incomodando, você compre um home theater e fique em casa!

E aí volta pro começo da estória e eu me pego aqui irritada com a brasileira barulhenta. [Update: terminei o post e ela continua quase gritando ali fora, tô já indo lá dar uns protetores auriculares pro rapaz que está com ela.] Acho que estou me afrancesando e ficando intolerante ao barulho também…

Mas pipoca no cinema incomodar ainda é demais pra mim! Demais pra mim, franceses!

 

 

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Cristiane disse:

    Essa foi boa…tô rindo até agora…Imagino um Italiano vivendo na França , acho que não rola mesmo…lkkkk