Engenhos de Pernambuco.

Coloquei na minha cabeça que queria conhecer um engenho de cana de açúcar. Cansei de ver as fotinhas nos livros de História, galera! Faz tempo que estava querendo matar essa vontade e fui num engenho. Meu namorado quase tem um treco, dizendo que era invenção minha, mas topou a aventura.

E que aventura! Conseguir informações não foi nada fácil, nos perdemos no meio do caminho, não tem boa sinalização… Por isso, antes de postar a estória do engenho que eu fui visitar, vou juntar todas as informações sobre engenhos que consegui coletar nas minhas pesquisas. Alguns, nas andanças, dei a sorte de passar na frente, outros pretendo visitar ainda. Dá uma olhada na listinha com as informações que achei para você se informar melhor:

Foto: Divulgação

Engenho Massangana

Fica na Mata Sul do Estado e tem uma importância histórica grande porque lá viveu Joaquim Nabuco. Fica a 1 hora de Recife, na cidade do Cabo de Santo Agostinho. Das opções que encontrei é o mais perto da capital. Neste engenho a entrada é gratuita.

Atualização: quer ver o naViagem no Massangana?! Clica aqui e veja o que fizemos por lá.

Para mais informações:

Fone: 3527-4025

Site: http://www.fundaj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=127&Itemid=225

Engenho Cueirinha (pousada)

Na Zona da Mata, mais pro norte do Estado, fica o Engenho Curueirinha (fica entrando no caminho para Buenos Aires). Não tem a grande importância histórica, mas o legal dele é que foi transformado em pousada rural.

Eles preservaram a Casa Grande e todo o resto foi reconstruído e adaptado pra hospedar pessoas. Esse eu cheguei a ir porque nas nossas andanças até chegar no engenho que eu havia programado, o Poço Comprido, nos perdemos e acabamos encontrando ele por acaso. Tem laguinho, capelinha, pedalinho…

Para mais informações:

Site: http://www.engenhocueirinha.com.br/

Engenho Várzea Grande

Também na Zona da Mata Norte, exatamente na BR 408 entre as entradas de Buenos Aires e Vicência. Fica na estrada, dá para vê-lo sem nem sair do carro. Esse também passei na frente, não tive tempo de descer, mas parece ser bem bonito e conservado. Não dá pra ver os prédios por dentro porque o engenho é propriedade particular. :( Mas se você estiver passando pela estrada pode dar uma espiada do lado de fora.

Engenho Poço Comprido

Esse aqui foi o que visitei. Logo logo posto tudo que vi por lá pra vocês. Posso adiantar que é um deslumbre. Pra deixar na curiosidade vou mostrar uma foto do lugar:

O Engenho Poço Comprido no topo da colina. Tô aprendendo a tirar foto, ebaaaa! Foto: naViagemcomCamila.

Para mais informações:

Fone: 9916-9612.

Entrada: R$ 4,00.

Engenho Iguape

Esse engenho fica no mesmo caminho do Poço Comprido, em Vicência, Zona da Mata Norte. O Poço Comprido fica 7 km entrando numa estrada de terra. O Iguape fica mais uns 2 Km à frente nesta mesma estrada. Esse aqui tem a peculiaridade de ser uma pousada rural. Você pode se hospedar lá e curtir o clima campestre.

Para mais informações:

Fone: 9971-9878

Site: http://www.engenhoiguape.com.br/

E aí, gostaram? Próxima semana volto com minhas peripécias no Engenho Poço Comprido.

Até lá!

Atualização: já contei t-o-d-a-s as aventuras e descobertas do Engenho Poço Comprido, clica aqui pra ver ó.

You may also like...

7 Responses

  1. Virlliam disse:

    Queria ter ido tb…..

  2. Isabela Lucena disse:

    Eu conheci o Poço Comprido antes de ele ser restaurado, quando fui numa excursão da escola. Já era lindo, mas estava muuuito deteriorado. Ainda não fui lá depois disso, mas, pelo que vi na TV, deve ter melhorado bastante. No mesmo dia conhecemos também o Engenho Jundiá, também em Vicência, você conhece? Ele pertence a uma família que além de ter mantido sua estrutura, meio que o transformou em uma pousada onde é possível se hospedar. Fizeram a “reconstrução” do espaço onde produziam a cana, inclusive com os equipamentos e era possível visitar. Lembro que era muito lindo lá também, mas, como faz tempo que fui, não sei como está agora. Beijos

    • Bela, estive só no Poço Comprido. Vi que o Jundiá ficava há poucos quilômetros dali, mas já cheguei muito tarde no Poço Comprido aí fiquei com medo de escurecer e pegar a estradinha de terra da volta. Próxima semana tem o post do Poço Comprido, mas já adianto que amei! Tà todo novinho, uma belezura.

      Só lembrei de tu quando passei por Nazaré da Mata!
      Beeeijão!

  1. 16 de abril de 2013

    [...] Engenhos de Pernambuco [...]

  2. 24 de abril de 2013

    [...] Se você não gostou/achou longe o Poço Comprido, mas quer ir a um engenho tem outras opões no post da semana passada: clica aqui e você encontra informações sobre outros engenhos. [...]

  3. 22 de novembro de 2013

    […] por conta da novidade dos cadeados nosso prometido (não viu onde prometi? clica aqui) post sobre o engenho que eu visitei ficou pra próxima semana, […]